SBI sugere que Anvisa reveja posicionamento sobre vacinação em farmácias e drogarias

Em nota assinada pelo seu seu presidente, Sergio Cimerman, e pela coordenadora de seu Comitê de Imunizações, Lessandra Michelin, a Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI) recomenda que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reveja recente posicionamento sobre a liberação para comercialização e aplicação de vacinas em farmácias e drogarias.

A SBI lembra que as determinações da Avisa sobre adequação do ambiente, treinamento de profissionais e possibilidade de responsabilidade técnica para profissionais não médicos nestes estabelecimentos são insuficientes para garantir a assistência correta e imediata frente a um evento adverso grave.
Além disso, tais locais não contam com câmeras frias adequadas para manter e conservar a qualidade de um produto tão importante durante dia e noite, em qualquer circunstância.

Clique aqui e leia a íntegra da nota da SBI

 

Você pode gostar...