Congresso da ABCVAC inicia agenda falando de gestão tributária e comercial

Especialista fala dos custos das clínicas

Você sabe quais impostos paga? Sabe como geri-los da melhor maneira possível? Os empresários presentes no II Congresso de Clínicas de Vacinas, que aconteceu nos dias 9 e 10 de março, em Foz do Iguaçu descobriram, ao assistirem a palestra do professor da Fundação Instituto de Administração (FIA), Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras  (FIPECAFI) e Fundação Getúlio Vargas (FGV) e especialista em custos, formação de preços, engenharia tributária e logística integrada, Nelson Bruxellas Beltrame.

Ao tratar dos conceitos iniciais sobre as tributações das clínicas, o especialista ressaltou que essas são empresas prestadoras de serviços de atos vacinais e que dessa forma, estão sujeitas a tributação do ISS (Imposto sobre Serviços) e não estão sujeitas a incidência de ICMS (Imposto sobre a  Circulação de Mercadorias e Serviços).

Na sequência ele apresentou modelos de análise para identificação da Margem Bruta de Contribuição e elencou os principais custos e despesas operacionais  de uma clínica.

A aula prosseguiu falando de custos fixos, que independem do volume de atividades (serviços) prestados pela empresa, como custos de ocupação, com pessoal  e gerais; e custos e despesas variáveis, que são diretamente proporcionais ao volume de atividades (serviços) prestados pela empresa, como Insumos consumidos na prestação dos serviços, comissões atreladas a execução dos serviços e impostos incidentes sobre o faturamento.

“A empresa precisa encontrar o ponto de equilíbrio operacional, ou seja,  o mínimo necessário para que a opere cobrindo o custo de seus insumos utilizados, e seus demais custos e despesas fixas”, explicou Beltrame.

Ele ainda explicou o que é o modelo de controle operacional de uma empresa que tem como objetivo otimizar seus resultados, tanto operacional ,quanto do caixa.

 

Você pode gostar...